Reflexão


O problema é esse: as pessoas entendem Deus como merecimento, e é exatamente por isso que acabam se decepcionando com o Deus em que se apegam. Não entendem porque uma criança inocente morre ou é abusada; não entendem porque coisas ruins acontecem com gente do bem; não entendem as guerras, os desafetos, a miséria, a fome. Não entendem porque isso supostamente foge do controle de um suposto deus, que supostamente não está julgando algumas situações não merecidas. Mas adivinha só? Deus não age por merecimento, Deus é graça. E graça, amigo, é favor não merecido. Naiana Brum
Postar um comentário