Oração poderosa

ESPIRITUAL photo teo-ecstacy.gif



Oração poderosa para alcançar graça

 Oração poderosa para você alcançar uma graça que tanto busca e espera.



Esta é uma oração muito forte. Faça com fé mesmo.


"Deus move o céu inteiro naquilo que o ser humano é incapaz de fazer. Mas não move uma palha naquilo que a capacidade humana pode resolver."

Deus está no controle

 Lucas 18:27  
O problema com muitos de nós é que não cremos que Deus abrirá uma janela e derramará bênçãos sem medidas na vida de cada um, que não teremos lugar nem sabemos como recebê-las. Proponho a qualquer pessoa a provar a Deus. Ele é fiel em sua palavra. Deus não pode mentir e suas promessas são seguras.


Três coisas lhe sucederão esta semana que vem:
(1) Você terá ajuda de alguém de quem não espera;
(2) Você será demasiado relevante para ser ignorado;
(3) Você terá um encontro com Deus e você jamais será o mesmo.

A oração por você hoje é:
“Que os olhos que lêem esta mensagem não vejam mal algum ao redor e que a  boca que diz Amém a esta oração reine para sempre”.



Pai Divino, Deus amável e piedoso, te rogo que abençoes abundantemente a minha família e a mim. Sei que o Senhor reconhece que uma familia é mais que uma mãe, pai, irmã, irmão, esposo e esposa, para todos os que crêem e confiam em Ti. Pai peço a ti Senhor, bênçãos e graças não somente para a pessoa que me enviou esta oração, mas também para mim e para todos a quem enviei esta mensagem. E que a força da união em oração daqueles que crêem e confiam no Senhor seja mais poderosa que qualquer outra coisa. Agradeço-te de todo coração e com a certeza que as tuas bênçãos chegarão à minha vida. Deus Pai, livra a pessoa que lê esta oração agora, de dívidas e de preocupações por causas de dívidas. Envia a tua sabedoria santa para que eu possa ser um bom administrador sobre tudo quanto o Senhor me tem dado e proporcionado, pois sei que És maravilhoso e poderoso e se Te obedecermos e caminharmos em tua palavra tenhamos fé mesmo que do tamanho de um grão de mostarda, o Senhor derramará as tuas bênçãos sobre nós. Agradeço-te Senhor pelas bênçãos já recebidas e por aquelas que hei de receber porque sei que ainda tens muito para fazer por mim e muito mais que nem eu consigo sequer imaginar. Em nome de Jesus Cristo nosso Salvador, te rogo. Amém.



Concentre-se nas frases abaixo:

'Para obter algo que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez'.

'Quando Deus tira algo de você, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor'.

'A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça de Deus não possa protegê-lo'.

super simpatias

Os novos portais da terra

   


Image Sharing



Os Novos Portais da Terra,
o Portal Galáctico e o
Portal Estelar da Holanda
Por Célia Fenn


O Guardião por Fons Koopmans



Queridos Trabalhadores da Luz, Arcanjo Miguel nos informou que neste incrível momento de transição e de mudança, a Terra está sendo "re-ligada" com o seu próprio “Corpo de Luz Galáctico”. Em Junho, Julho e Agosto de 2007, vários portais inter-dimensionais, ou vórtices serão alinhados entre Terra e o Centro Galáctico. Estes servirão como futuros corredores para viagens inter-dimensionais, uma vez que a Terra esta plenamente alinhada com a Consciência Galáctica. O primeiro destes está agora em processo de alinhamento nesta época do Solstício, na Europa, ao longo dos Países Baixos. Nós demos a ele o nome de “Portal Estelar da Holanda".

Vários desses corredores ou portais estelares serão alinhados e ativados por todo o planeta neste momento. Esta é uma parte da re-ligação da Terra com a Consciência Galáctica e com a Consciência Cósmica. Estes portais servirão como canais para viagens inter-dimensionais no interior da Galáxia e bem além do Cosmos.

Estes são tempos poderosos e de energias poderosas. Embora seja um momento de grande celebração, também é um momento de turbulência. Poderosas energias estão entrando no planeta e colidindo com as energias da Terra. Manter-se centrado, em paz e serenidade irá ajudá-lo a trabalhar com estas energias e alinhar-se com elas positivamente.

Elaboramos um “filme” curto em vídeo de toda a energia do Portal Estelar da Holanda. Os gráficos foram criados por Fins Koopmans dos Países Baixos. Fons criou suas imagens nos últimos dias, e elas guardam as energias do novo vórtice. As imagens do oceano foram tiradas por mim e são provenientes do hemisfério Sul, mas nós sentimos uma forte ligação entre a África do Sul, os mares do Sul, Antártida, os Cetáceos, e os novos portais Galácticos. Eles são uma dádiva para a Terra neste momento.

A abertura do Portal Estelar da Holanda chegou acompanhado de padrões climáticos habituais, as tempestades, chuva, relâmpagos, e o aparecimento de nuvens elétricas azuis no céu durante a noite. Prova do poder, dentro deste vórtice se alinha e se estabiliza.



Tradução: Silvia Tognato Magini silvia.tm@uol.com.br

A limpeza da alma




Image Hosting



A limpeza da Alma
Published on April 12th, 2014
Written by: Canalizado por Monique Mathieu
Next
Prev
«Os restos vindos de vidas passadas são cada vez mais absorvidos e transcendidos pela vossa vibração própria, como pela mudança vibratória do vosso planeta, ou seja através do vosso comportamento vocês anulam as profundas emoções que impregnaram a vossa alma e que vos seguiram vida após vida. De fato, são apenas impregnações das emoções que a alma integra e traz vida após vida.

Isto não tem nada a ver com o karma, esses restos são simplesmente devidos ao não perdão  ou ao imenso sofrimento que pode ter sido vivido em relação a um acidente ou  ao sofrimento da alma que não foi libertado antes da partida para um outro plano.

Abrimos um parêntese para dizer o seguinte: devem estar leves e libertos o mais possível quando deixarem o plano da Terra. Se ainda estiverem no não perdão, na culpa, no rancor ou tudo o que for inferior, vão reencontrar tudo numa outra existência. Se fizerem a limpeza antes de partirem e mesmo que tenham vivido coisas difíceis, a impregnação não terá impacto na vossa alma.

De fato devem “fazer a limpeza” antes de entrarem para a vossa nova casa, pois se levarem permanentemente tudo o que foi um pouco obscuro nas vossas antigas casas, vocês carregam a vossa alma com coisas totalmente inúteis e desconfortáveis.

Para que isso não aconteça, pedimo-vos que limpem mais e mais a vossa casa para que, quando forem libertados desta vida terrestre, estejam leves e não levem nada para uma vida futura, onde quer que ela tenha lugar.
Dulcelalaterra.org

Superando obstáculos

Free Pictures

Portal do Espírito
A sua referência sobre Doutrina Espírita na Internet
Superando obstáculos

Nilza Teresa Rotter Pelá

de Ribeirão Preto, SP

A própria história de nossa espécie denota que a superação de obstáculos apresenta-se como recurso para a evolução individual e coletiva e se constitui em excelente fonte de aprendizado. Privar alguém de confrontar-se com dificuldades ou furtar-lhe condições de vivenciar a dificuldade pode levar a uma estagnação pessoal com conseqüente prejuízo de seu caminhar na busca da superação de si mesmo.

Já tivemos oportunidade de discutir nesta coluna o comportamento de muitos adultos, notadamente alguns pais, que buscam sempre aplainar os caminhos daqueles que lhe são mais jovens no corpo físico, com a desculpa de poupar-lhes sofrimento, entretanto sofrer não é o objetivo, é mero acidente de trajeto até que a dificuldade seja superada , e como diz o ditado popular a pessoa passa então a "tirar de letra" a dificuldade que transforma-se em ato corriqueiro.

A propósito deste tema corre uma página na Internet, cuja autoria não logramos obter, que muito bem ilustra a questão, denomina-se "A lição da borboleta" que transcrevemos a seguir:

"Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo, um homem sentou e observou a borboleta por várias horas conforme ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco. Então pareceu que ela parou de fazer qualquer progresso.

Parecia que ela tinha ido o mais longe que podia e não conseguia ir mais longe.

Então o homem decidiu ajudar a borboleta, ele pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo. A borboleta então saiu facilmente. Mas seu corpo estava murcho e era pequeno e tinha as asas amassadas 0 homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo, que iria se afirmar a tempo.

Nada aconteceu! Na verdade, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar. 0 que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar, não compreendia era que o casulo apertado e o esforço necessário da borboleta para passar através da pequena abertura era o modo com que Deus fazia com que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas de modo que ela estaria pronta para voar uma vez que estivesse livre do casulo.

Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida. Se Deus nos permitisse passar através de nossas vidas sem quaisquer obstáculos, ele nos deixaria aleijados. Nós não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido. Nós nunca poderíamos voar."

É ainda freqüente observarmos a atitude de pseudo ajuda no interior dos lares e escolas, sobretudo quando percebemos que o filho e/ou o aluno apresenta uma dificuldade muito grande para atender a execução de uma determinada tarefa.

Nas nossas lides acadêmicas temos algumas vezes deparado com alunos que vêm dos dois primeiros graus de ensino portando deficiências; quase sempre nesta situação nos perguntamos se não estamos sendo "duros demais" com este grau de exigência.

Dois são os caminhos que se abrem nesta circunstância: abaixamos o nível ou caminhamos junto tendo que repetir a mesma orientação várias vezes a ponto de acharmos algumas vezes que também não daremos conta. A primeira situação sem dúvida é mais cômoda e mais rápida, poupa nossa ansiedade, mas nega à pessoa a possibilidade de crescimento por menor que ele seja (menor para nós, para ele pode ser gigantesco).

Há de se considerar entretanto que ninguém esta fazendo apologia ao fato de que se deve colocar dificuldade na vida das pessoas para "fortalecer-lhe o caráter". Este é outro engano, mas que infelizmente ainda ocorre. Estes implantes artificiais de nada ajudam e podem muitas vezes gerar o desânimo para continuar.

O bom-senso ainda é o grande conselheiro da medida certa, nem tirar a dificuldade quando ela é fonte de crescimento pessoal, nem favorecer a dificuldade quando ela pode atuar como agente impeditivo.

Em tempo, lembremos que bom-senso significa "aplicação correta da razão para julgar ou raciocinar em cada caso particular da vida, faculdade para discernir entre o verdadeiro e o falso." (Grande Dicionário Aurélio)

(Jornal Verdade e Luz Nº 165 Outubro de 1999)


Ando devagar porque já tive pressa...

Photo Sharing





Ando devagar porque já tive pressa... Pressa de ter tantas coisas, de chegar a tantos lugares, pressa do ter, do parecer.

Mas hoje ando a passo lento, pois já entendo que a vida é uma busca de si mesmo, do ser: ser melhor, ser amável, ser amigo, ser sensível, ser compassivo, ser caridoso...

Hoje compreendo que é preciso paz para poder sorrir, pois o sorriso verdadeiro, a felicidade autêntica, vem da paz de espírito, a paz de consciência, de quem segue o caminho do bem a todo custo.

Entendo também que as chuvas são bem-vindas, e que sem elas não há floradas, pois é preciso chuva para florir.

A dor nos esculpe a alma, quando bem entendida, quando bem absorvida nos passos diários da lida.

Ando devagar porque já tive pressa... Pressa do sucesso a qualquer custo, pressa de ser popular, de ser o primeiro, de agradar a todos...

Mas hoje ando tranquilo, percebendo mais as manhas e as manhãs, o sabor das massas e das maçãs, absorvendo a vida em toda sua plenitude.

O viver pode ser o mesmo, as circunstâncias podem permanecer inalteradas, mas minhas lentes são outras. Enxergo tudo de outra forma.

E o mais importante de tudo: descobri que para cumprir a vida, para cumprir meu papel, minha missão aqui, preciso compreender minha própria marcha.

Sêneca, antigo sábio, afirmou que nenhum vento é a favor para quem não sabe para onde ir. Então, compreender a marcha é fundamental. Precisamos saber para onde estamos indo, precisamos saber o que é nossa marcha, nossa vida.

Só então posso ir tocando em frente, com simplicidade e devoção, com alegria e coração.

Pois todos temos talento, todos carregamos o dom de ser capaz e ser feliz.

A felicidade não é para poucos, não, é para todos. E cada um a vai encontrando no seu tempo, no seu momento, da sua forma.

Ando devagar porque já tive pressa... Pressa de partir, já quis desistir de tudo, em alguns momentos, mas hoje ando como que em câmera lenta, com a coragem de quem quer ficar e ver tudo até o fim.

Carrego esse sorriso porque já chorei demais, mas isso não quer dizer que não voltarei a derramar alguma gota dos olhos. Significa apenas que os sorrisos serão a regra. A lágrima, exceção.

Ando devagar no passo curto dos meus filhos, pois se resolver andar acelerado, os deixarei para trás.

Ando devagar para perceber o sabiá cantador, pois se torno minha vida uma bomba-relógio, passo a não perceber a vida que passa ao largo de meus passos, e assim, os sabiás passam a não existir mais.

Ando devagar para ainda conseguir olhar onde piso, e não esmagar nada, nem ninguém com minha desatenção ou deselegância.

Ando devagar para pensar um tanto mais antes de agir, para escolher as palavras certas, para digerir uma ideia nova, para escolher um caminho, para silenciar a mim mesmo por alguns instantes.

Ando devagar... Porque já tive pressa.

*   *   *

A vida é especialmente rica para que se passe por ela, às pressas, sem atentar para os detalhes.

O mundo é pleno de belezas para que se o percorra aos saltos, sem nos determos a descobrir as belezas das flores, o segredo das matas, o encanto das fontes.

Pensemos nisso!



Redação do Momento Espírita, com base na
canção Tocando em frente, de Almir Sater.
Em 28.11.2013.

Aids





Free Pictures



A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, vulgarizada pela sigla em inglês - AIDS - foi diagnosticada, pela primeira vez, em 1979, nos Estados Unidos.

No Brasil, as primeiras ocorrências foram registradas em 1982.

Acreditam os estudiosos que ela não é tão moderna assim. Carecia-se antes de conhecimentos da enfermidade para diagnosticá-la. Devido à falta de resistência orgânica, pode ter sido confundida, por vezes, com a leucemia.

A AIDS se caracteriza por uma depressão do sistema imunológico e propicia o aparecimento de infecções oportunistas.

Assim, o portador de AIDS apresenta febre, suor noturno, apatia, perda de peso, diarreia crônica, candidíase bucal e caroços pelo corpo (aumento dos nódulos linfáticos).

O contágio ocorre por transmissão sexual, por transfusão sanguínea e pelo contato com produtos sanguíneos de agulhas ou instrumental contaminado.

O período médio de incubação varia de doze a vinte e quatro meses. Mas pode atingir até cinco anos de incubação.

O interessante de se observar é que, desde o primeiro diagnóstico da AIDS, as posturas mais diversas se têm apresentado.

Desde os que a interpretam como um castigo divino, uma punição, àqueles que acreditam que os portadores são criaturas privilegiadas, escolhidas pela Divindade.

Há os que consideram os portadores como seres inferiores, cuja simples presença contamina. Há os que os endeusam. Uma espécie de semideuses ou vítimas inocentes.

Necessário se faz encarar a AIDS com a naturalidade merecida. Sem excessos de escrúpulos. Sem vulgaridade.

A AIDS é, nos dias atuais, o que foi o Mal de Hansen, há alguns anos, antes do aparecimento de uma terapêutica eficaz.

Resulta da promiscuidade que o homem vem se permitindo na área do sexo. Pertencem ao grupo de risco os que se entregam à promiscuidade sexual, os hemofílicos e aqueles obrigados a receberem transfusão sanguínea. Também os usuários de drogas injetáveis e os nascidos de mães contaminadas...

Não devemos ter nenhum preconceito contra a AIDS ou segregação contra as pessoas pertencentes aos grupos de maior risco. São todos irmãos necessitados de carinho, assistência e enternecimento.

Entendemos que não é uma vingança divina, uma punição do céu para moralizar o mundo.

A sífilis aí está com uma incidência terrível. O herpes genital tão cruel vem se manifestando de forma acelerada. É a colheita da má sementeira.

O que compete a cada um de nós é, como prevenção, procurar manter uma atitude de higiene mental, emocional e corporal em todas as áreas do nosso comportamento.

Ensinar aos sadios a se prevenirem contra o vírus através da moralização.

Ajudar os doentes a combatê-lo com a mente, através da energia mental, de exercícios saudáveis, medicação e alimentação adequada.

Recomendar aos portadores do vírus que estabeleçam um programa de saúde mental. Aconselhar os jovens, os adultos, os nossos amigos.

Qualquer medida profilática em relação à AIDS tem que se iniciar na conduta mental, se exteriorizando em ação moral. Isso reflete o velho conceito latino de mente sã em corpo são.



Redação do Momento Espírita, com base em informações
colhidas no livro Em louvor à vida, pelo Espírito Lourival
Perri Chefaly, psicografia de Divaldo Pereira
Franco, ed. Leal.
Em 14.09.2012.


Trabalhos feitos



Upload Pictures




Portal do Espírito
A sua referência sobre Doutrina Espírita na Internet
Trabalhos encomendados?

Orson Peter Carrara

Podemos ser prejudicados por alguém que nos queira mal? Existem poderes neste sentido? E como fica a proteção de Deus diante dessas ações? Existe, afinal, o mal-feito?

Eis perguntas que atormentam muita gente. De início vale dizer que gestos, práticas místicas ou objetos são absolutamente nulos no combate a qualquer possível “trabalho encomendado”. Mas o que é um trabalho desse tipo? Tudo começa com alguém que deseja prejudicar terceiros, já se complicando por si mesmo pois está burlando a lei de amor que rege a vida de todos os seres humanos. Terá que responder por isso, mais cedo ou mais tarde.

A questão inicia-se com a procura de médiuns ou pseudo-médiuns encomendando providências para atrapalhar e mesmo prejudicar a vida de qualquer pessoa, através da ação de espíritos inferiores e sem esclarecimento. É uma espécie de pacto, aceito somente por quem age fora da ética e da justiça, tornando-se todos (o interessado, o atendente e possíveis espíritos envolvidos) responsáveis por possíveis ações desencadeadas e suas conseqüências.

Mas, e a pessoa visada? Esta receberá a ação visada, mas só será vítima se estiver sintonizada na mesma ordem de pensamentos e sentimentos. Uma pessoa honesta, digna, de bons sentimentos jamais será atingida, pois está protegida pelo próprio comportamento. Aliás, proteção a que faz jus pela conduta que adota. Deus é justo, convenhamos. Mas alguém que leva uma vida de ciúmes, de inveja, de vingança, de comportamento fora dos padrões éticos de moralidade e bondade, será sim envolvido pela onda que a ele dirigiram. Questão de sintonia, apenas.

Mas, em verdade, trabalhos encomendados ou mal-feito não existem. Não por uma simples razão: tudo que se faz se faz para si mesmo. Toda ação ou pensamento dirigido a terceiros, retorna para o próprio autor. Somos escravos de nossas ações, de nosso comportamento, de nossos pensamentos. O prejuízo, portanto, é de quem faz. Quem é visado, poderá até sentir alguma perturbação, mas se sua vida for uma vida digna, correta, não há o que temer.

Porém, quando alguém abriga vingança, ódio, rancor e outros sentimentos inadequados à conduta cristã, aí sim está na mesma sintonia, está semelhante a quem desejou o mal. Neste caso, ambos estão envolvidos na mesma onda de sentimentos e portanto, vinculados um ao outro.

Portanto, não é uma questão de trabalhos encomendados ou mal-feito. É simples questão de sintonia mental. Isto porque os objetos usados, sejam quais forem, os rituais e pagamentos efetuados são absolutamente ineficazes, por incompatíveis com aquilo que está simplesmente nas intenções. Por esta razão, não existem trabalhos encomendados. Existem más intenções, com suas inevitáveis conseqüências. Nada de medos, portanto. Basta adotar conduta reta e constante ação no bem próprio e geral.

Quem e' você





QUEM É VOCÊ?
Mensagem de Brenda Hoffman
Upload Pictures

Domingo, 26 de maio de 2013


 Queridos,

Os próximos dias podem parecer como se você tiver virado do avesso. Não em termos de trauma ou dor, mas que você está pensando e funcionando de forma diferente.

Talvez você estivesse esperando um encontro doloroso com outras pessoas apenas para descobrir que uma espécie de véu levantou e você já não os teme ou guarda rancor - que você está emocionalmente em um lugar diferente.

Ou algo que poderia ter provocado uma reação física como febre , não afeta o mais como antes. Talvez ,antes você precisasse de grandes doses de medicamentos contra alergia ao pólen. Agora você se encontra livre de alergias ou se afeta muito pouco.

Quem é você agora? Quem de fato?

Você é um novo ser com novas percepções e reações ou simplesmente uma pessoa da Velha Era sendo atualizada? Você é ambos e nenhum dos dois. Para mais de sua totalidade ,você permite que dentro do seu ser, você se torne mais original. Ao mesmo tempo, sua persona da Velha Era não é perdida - apenas ampliada por mais esclarecimentos e estruturas celulares.

Você é o você de ontem? Sim. Você o você da Nova Era? Sim. Pois você adicionou dimensões, ações e crenças.

Talvez você tenha medo de que você vá perder o você da Velha Era, que você vai renegar parentes e amigos que você ama muito. Que se tornar uma pessoa verdadeira da Nova Era significa que você deve desistir de tudo - inclusive de você.

E não é assim. Pense em termos de computadores. Computadores acrescentam muito em sua vida - ainda assim,você permanece você, com a capacidade adicional de compreender melhor e criar o que quiser. Assim também é verdade para você da Nova Era.

Você não está "matando" o você da Velha Era, simplesmente adicionando recursos que ajudam você a viver no seu mundo 3D - e certamente o ajudam a evitar os véus que impedem de se mover para e através de outras dimensões. Você abriu um outro livro de conhecimento que pode mudar suas ações e interações -, mas você não precisa. Vamos explicar.

Quando você se formou no colegial, você prometeu manter a amizade com amigos do ensino médio. Apenas para descobrir que sua nova vida não era tão importante para eles, nem eram suas novas vidas tão importantes para você. Mesmo que você pense neles com carinho e interaja com eles em reuniões e encontros , eles não são as primeiras pessoas que você contata em caso de emergência ou de alegria.

Assim é com a sua vida na Nova Era. Talvez você irá interagir com um círculo de amigos que você conhece há décadas - talvez não. Você vai interagir com aqueles que o ajudam a se sentir o melhor possível.

Claro, ninguém pode fazer você se sentir melhor – isso é sua responsabilidade. Ao mesmo tempo, há aqueles que o incentivam a pular de alegria, que podem se divertir com você, sem necessidade de você passar o crivo de suas ações pelo seu ser emocional, que te amam por quem você é – não por quem eles querem que você seja.

Depois, há aqueles que esperam que você caiba dentro de uma caixa de suas decisões. "Você deveria fazer ou dizer isso ou não vou ser feliz." Esses são os seres - amigos, colegas de trabalho ou parentes – que você vai optar por não interagir muito, se não de todo, no restante de sua vida nesta existência. Você sabe quem eles são e o que eles esperam. Você mudou, mas eles não .

As pessoas mudando para o ser de sua Nova Era são as pessoas com quem você vai se sentir mais confortável.

Isso quer dizer que você só vai interagir com quem verbalize os pensamento da Nova Era? Não mesmo.

Como é verdadeiro para aqueles que se rotulam cristãos ou de outra religião, cujas ações têm pouco a ver com amor, alguns que se lançam nas crenças da Nova Era vão se sentir leves, alegres e amorosos. Outros vão sentir um pouco diferente daqueles com quem você interagiu e tentou agradar na Velha Era.

Rótulos significam pouco. É o sentimento que emana de seu ser, que será sua bússola de acerto.

As energias dos últimos dias ajudaram a descartar essas noções vindas do exterior de quem você deveria ser e com que você deveria interagir. Substituído por um conhecimento que não pode ser descrito nas palavras que dispomos.

Seu ser físico também terá menos necessidade de direcionar sua atenção para curar qualquer aspecto você tenha negado a si mesmo no passado - emocional e / ou espiritual - enquanto você se move para sua honestidade interior.

Você já fez a transição a uma completude - espiritualmente, emocionalmente e fisicamente - que irá alterar os seus padrões de Velha Era de forma dramática, mas não nega sua persona da Velha Era. Você é maior do que - não locador ,como alguns de vocês imaginavam, quando vocês começaram a mudar o seu ser interior.

Você pode se perguntar se deixar ir os outros é emocionalmente doloroso. Quanto mais você muda, menos você terá que interagir com aqueles que esperam que você permaneça como você era antes que sua transição começou. Mas, então, é claro, isso não é mais possível.

Tudo o que é pedido de quem deseja se conectar com você é aceitá-lo com todas as suas novas facetas maravilhosas.

Por que, então, você não pode por sua vez, aceitá-los com quaisquer facetas quiserem mostrar? Então, você vai.

Trata-se apenas de que, se eles limitam suas facetas como seres 3D da Velha Era, vocês terão pouco em comum. Mas se eles se decidirem atualizar seu ser para qualquer dimensão além da terceira, eles se sentirão mais à vontade, vocês terão mais a compartilhar - assim como é verdade para aqueles que você tanto amava na escola, mas têm pouco em comum com o agora. Assim seja. Amém

-.....---==II==----.....-


Direitos Autorais:
Copyright © 2009-2013, Brenda Hoffman. Todos os direitos reservados. www.LifeTapestryCreations.com . Sinta-se livre para compartilhar esse conteúdo com os outros, postar em seu blog, adicionar o seu boletim informativo, etc., Mas por favor, mantenha a integridade deste artigo, incluindo o autor: Brenda Hoffman & link do site : www.LifeTapestryCreations.com
Tradução de: Gisele Bomentre <giselebomentre@gmail.com>
www.giselebomentre.com.br/arabe.htm

Gostou! Indique o site para Seus Amigos.

IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Outras CanalizaçõesII - IIVoltar HomeII



Abortamento

Fadas photo fdhfh.gif




 Em que momento acontece o milagre da vida? Em que instante o sopro Divino passa a animar o corpo daquele novo ser que logo surgirá na Terra?

A resposta a essas perguntas sempre inquietou a Humanidade. Debruçaram-se sobre ela filósofos, religiosos e cientistas. Apenas a religião oferece certezas.

O mais interessante é que essas certezas são muito semelhantes, o que indica que as diversas tradições religiosas, ao redor do Mundo, guardam entre si muitas coisas em comum.

Por exemplo, quase todas as religiões ensinam que a vida inicia no momento da concepção.

Naquele momento em que o espermatozóide fecunda o óvulo, inicia-se o mais complexo e comovente processo: a formação de um novo corpo humano.

E, asseguram os religiosos, é nesse instante sublime que o Espírito se une ao corpo em formação.

Por isso, também, todas as religiões são unânimes em reprovar o abortamento. A única exceção é quando a gravidez ameaça a vida da mãe. E isso também é uma unanimidade entre todas as crenças.

Ora, se é assim, se todas as religiões humanas o desaconselham, por que a Humanidade insiste no abortamento?

O que faz com que pai e mãe escolham matar seu filhinho? O que nos move em direção a um ato que vitima uma criatura frágil e desprotegida?

Resposta: nosso egoísmo. Quando nos vemos em uma situação que ameaça nosso conforto, em geral nos defendemos escolhendo uma atitude defensiva.

O problema é quando a nossa atitude defensiva viola os direitos dos outros. E isso, definitivamente, acontece quando se faz um abortamento.

Sim, porque no silêncio do ventre cresce um corpo que já tem dono. Será a morada de um Espírito imortal, abrigará um filho de Deus.

Quantas vezes nós, os que acreditamos em Deus, pensamos que aquele corpo em formação é a morada de um irmão nosso? Um ser especial que as mãos de Deus depositaram em nosso colo?

E como recebemos essa vida nova? O que fazemos com o Divino presente que nos chega às mãos? Será certo sufocá-lo quando está ainda tão frágil e pequenino?

Não. A vida pede proteção, amparo.

Em todos os países e idiomas do Mundo, a maternidade é louvada como sublime. Não podemos, em nome da modernidade, corromper os valores morais e éticos que herdamos. A lei natural é a do progresso. Jamais de retrocesso.

Hoje, o discurso de muita gente é que a mulher deve ter poder de decisão sobre seu corpo.

A legalização do abortamento é tratada como avanço dos direitos humanos, pois se alega que a medida vai proteger as mulheres pobres que fazem abortamentos ilegais.

São argumentações equivocadas. Partem de princípios errôneos.

Primeiro, porque o feto é um ser à parte. Ele não faz parte do corpo da mãe.

E cabe a pergunta: De que direitos humanos falamos? Direitos humanos são para garantir práticas éticas e não para legalizar o assassinato de crianças.

E se desejamos, de fato, proteger as mulheres pobres das consequências de um abortamento ilegal, deveríamos investir em saúde e educação.

São antídotos. Mulheres informadas usarão métodos contraceptivos, terão acesso a informação. Não precisarão matar para evitar uma gestação.

Por outro lado, onde fica o amor que tanto falamos e aspiramos sentir? O exercício do amor nos recomenda cuidar dos mais fracos. Que amor é esse que se desvencilha da vida que floresce?

O amor acolhe, abençoa, fortalece. É a expressão máxima da solidariedade. O amor, com certeza, não mata.

 Redação do Momento Espírita.
Em 15.02.2010.